Image
Image

Causas e Tratamento para a Incontinência Urinária?

Como o nome já sugere, incontinência urinária é a perda da capacidade de se conter a urina, a perda do controle da bexiga. É um problema bastante comum e muitas vezes constrangedor, pois em determinados níveis, mesmo o ato de tossir ou espirrar pode levar a incontinência urinária. No Brasil, a incontinência urinária afeta pessoas de todas as idades, especialmente idosos, chegando a mais de 10 milhões de brasileiros. Ela pode levar a outros problemas no trato urinário, como inflamações e infecções, causar dores e ardência. No entanto, o maior desconforto é de cunho social, pois o problema pode ser constrangedor, reduzindo em parte  a qualidade de vida das pessoas.

Causas da incontinência urinária

No que concerne a dieta, o consumo excessivo de alimentos irritantes para a bexiga podem estimulá-la e levar a episódios de incontinência urinária. Neste sentido, álcool, cafeína, refrigerantes, alimentos ácidos e cítricos podem estimular a incontinência. Problemas ou alterações físicas que atinjam o trato urinário também podem levar a um quadro de incontinência. Aqui podemos citar várias razões, como gravidez, parto, envelhecimento, menopausa, histerectomia, aumento da próstata, câncer de próstata, obstrução do trato urinário, distúrbios neurológicos, tais como esclerose múltipla, doença de Parkinson, AVC, tumor cerebral ou até mesmo lesões na coluna vertebral.

Tratamento da Incontinência Urinária

Consultar-se com um urologista é fundamental para o devido tratamento da incontinência urinária. Dependendo das características e do grau do problema, há diversos possíveis tratamentos: técnicas comportamentais, estimulações elétricas, prescrição de medicamentos, inserção de dispositivos médicos para o controle da bexiga, cinesioterapia do assoalho pélvico ou outras. As técnicas comportamentais tem por objetivo o treinamento da bexiga para o funcionamento correto, de forma a aumentar os intervalos entre micções. Já a cinesioterapia do assoalho pélvico consiste em exercícios recomendados por médicos e fisioterapeutas para o fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico. Em alguns casos, a injeção de dispositivos médicos irá diminuir a perda da urina. Intervenções cirúrgicas, como o Sling e a suspensão do colo da bexiga também são alternativas. O melhor tratamento paliativo para reduzir os danos sociais e melhorar a qualidade de vida de uma pessoa com incontinência urinária é a utilização de absorventes, roupas de proteção ou cateter. Estas medidas ajudarão no desconforto causado pelo vazamento de urina.

Marque agora sua consulta

Invalid Input
Invalid Input
Invalid Input
Invalid Input
Imprensa

Contatos

Unidade Advance

(61) 98625-8802

(61) 3345-4200

Segunda à Sexta-Feira: 8:00 às 21:00

Sábado: 8:00 às 12:00

Unidade Santa Lúcia

(61) 3346-7612

Segunda à Sexta-Feira: 8:00 às 21:00

*Não atendemos aos sábados nesta unidade


Pesquisar

Valores

Missão

“Oferecer serviços na área de urologia com excelência e manter um atendimento humanizado”.

Histórico

Em meados de 1980, a totalidade de médicos urologistas na Capital Federal mal ultrapassava a casa dos trinta profissionais, cujas atividades se desenvolviam predominantemente no serviço público. O Hospital de Base do Distrito Federal era a unidade hospitalar onde se concentrava a maior parte destes e que tinha por escopo prestar assistência médica urológica a população de Brasília e entorno e de fomentar a formação de novos profissionais.

A prestação de serviços no setor complementar privado, em sua maior parte, era fragmentada ou mesmo praticada de forma individualista e quase sempre orbitando em torno da força do setor público.

Testemunhando o crescimento e desenvolvimento de Brasília, em 1986, quatro profissionais oriundos do Hospital de Base juntaram esforços com o núcleo do Hospital Santa Luzia, constituindo o UROCENTRO – Centro Urológico de Brasília, com sede no Hospital Santa Luzia.

O grupo inspirou-se na missão de oferecer serviços médicos na especialidade de urologia à uma clientela que, por razões diversas, demandava atendimento no setor privado, talvez por ser mais ágil e eclético.

A equipe então nascente, tinha por valores: qualidade dos serviços prestados, responsabilidade, inovação, observância dos preceitos éticos da medicina, humanização dos serviços oferecidos, atualização contínua do conhecimento da especialidade, disponibilização de novos instrumentais e tecnologias à comunidade assistida e interação com especialidades correlatas.

Em 1989, com pequenas alterações no grupo original, o UROCENTRO mesclou-se com o núcleo do Hospital Santa Lúcia e se consolidou como o primeiro grupo de especialistas em urologia de Brasília. Essa fusão levou o UROCENTRO a fortalecer suas propostas originais e a servir de modelo para a formação de outros grupos, fortalecendo o desenvolvimento da nossa especialidade em todo o DF.

Em 1992, o UROCENTRO adquiria a sua sede própria no Centro Clínico Sul, expondo-se à maior visibilidade junto ao seu público alvo e expandindo suas atividades.

No início da década de 2010, agregaram-se dois novos profissionais ao seu quadro médico, por um lado dando mais dinamismo às suas atividades e por outro promovendo a renovação dos seus quadros.

Em maio de 2011, visando dar novo fôlego a clínica e fomentar a renovação de seu quadro funcional, o grupo promoveu o desligamento de alguns profissionais, incorporou novos jovens profissionais e também estendeu um braço de atendimento no Hospital Santa Lúcia. Atualmente a clínica conta com dez urologistas.

No bojo dessas transformações, sempre visando o avanço do UROCENTRO, transferimos a sede da clínica para um novo e amplo espaço, com arquitetura contemporânea, localizada no Edifício Advance, Quadra 915 Sul e mantivemos o braço funcional no Hospital Santa Lúcia.