Image
Image

Problemas que podem afetar os rins

Os rins humanos são órgãos de cor vermelho escuro, medindo aproximadamente 10cm cada e que exercem funções vitais, sendo conhecidos como os “filtros” do organismo. Dentre as principais funções, eles participam do equilíbrio químico interno, eliminação de toxinas do sangue, controle da pressão arterial e regulam a quantidade de líquidos do corpo.

Para que os rins funcionem da melhor forma possível é de suma importância manter uma dieta equilibrada e ingerir bastante água diariamente. Diversas outras situações podem causar problemas nos rins. Se não forem tratadas, podem levar a lesões permanentes e até mesmo a um quadro de insuficiência renal.

Como perceber alterações nos rins?

Alguns sinais podem ser percebidos quando os rins estão com alguma alteração. A maioria destes sinais são percebidos na micção. A mesma pode vir acompanhada de dores, queimações, presença de sangue, cores turvas ou esbranquiçadas, bem como podem haver alterações na sua frequência.

No entanto, existem também outros sinais que podem indicar reduções nas funções renais: cansaço, falta de apetite, náuseas e vômitos, acompanhados de alterações urinárias. Conheça abaixo alguns dos principais problemas que afetam os rins:

Infecções: algumas infecções no trato urinário podem também se estender e afetar os rins, como a cistite ou infecção da bexiga. Alguns dos principais sinais são febre, dor na região das costas e abdome inferior, micção frequente seguida de dor e queimação no ato de urinar. Quando a infecção urinária chega ao tecido renal, denomina-se pielonefrite e pode causar outros problemas renais.

Nefrite: caracteriza-se por uma reação do sistema imunológico que acaba por atacar os rins, iniciando um processo inflamatório dos glomérulos renais.  É uma doença que, se elevada a um nível crônico, pode causar lesões nos rins.

Cálculo (ou pedras) nos rins: são formações endurecidas de cristais nas vias urinárias ou nos rins. A princípio, podem passar despercebidas, porém causam crises de dores agudas que podem vir acompanhadas de náuseas e vômitos. As principais causas para a formação desses cristais são o excesso de sódio (sal), cálcio, fosfato e a falta de citrato. O controle do consumo dessas substâncias, especialmente o sal e o consumo regular de água são as melhores formas de prevenir a formação de cálculos renais.

Marque agora sua consulta

Invalid Input
Invalid Input
Invalid Input
Invalid Input
Imprensa

Contatos

Unidade Advance

(61) 98625-8802

(61) 3345-4200

Segunda à Sexta-Feira: 8:00 às 21:00

Sábado: 8:00 às 12:00

Unidade Santa Lúcia

(61) 3346-7612

Segunda à Sexta-Feira: 8:00 às 21:00

*Não atendemos aos sábados nesta unidade


Pesquisar

Valores

Missão

“Oferecer serviços na área de urologia com excelência e manter um atendimento humanizado”.

Histórico

Em meados de 1980, a totalidade de médicos urologistas na Capital Federal mal ultrapassava a casa dos trinta profissionais, cujas atividades se desenvolviam predominantemente no serviço público. O Hospital de Base do Distrito Federal era a unidade hospitalar onde se concentrava a maior parte destes e que tinha por escopo prestar assistência médica urológica a população de Brasília e entorno e de fomentar a formação de novos profissionais.

A prestação de serviços no setor complementar privado, em sua maior parte, era fragmentada ou mesmo praticada de forma individualista e quase sempre orbitando em torno da força do setor público.

Testemunhando o crescimento e desenvolvimento de Brasília, em 1986, quatro profissionais oriundos do Hospital de Base juntaram esforços com o núcleo do Hospital Santa Luzia, constituindo o UROCENTRO – Centro Urológico de Brasília, com sede no Hospital Santa Luzia.

O grupo inspirou-se na missão de oferecer serviços médicos na especialidade de urologia à uma clientela que, por razões diversas, demandava atendimento no setor privado, talvez por ser mais ágil e eclético.

A equipe então nascente, tinha por valores: qualidade dos serviços prestados, responsabilidade, inovação, observância dos preceitos éticos da medicina, humanização dos serviços oferecidos, atualização contínua do conhecimento da especialidade, disponibilização de novos instrumentais e tecnologias à comunidade assistida e interação com especialidades correlatas.

Em 1989, com pequenas alterações no grupo original, o UROCENTRO mesclou-se com o núcleo do Hospital Santa Lúcia e se consolidou como o primeiro grupo de especialistas em urologia de Brasília. Essa fusão levou o UROCENTRO a fortalecer suas propostas originais e a servir de modelo para a formação de outros grupos, fortalecendo o desenvolvimento da nossa especialidade em todo o DF.

Em 1992, o UROCENTRO adquiria a sua sede própria no Centro Clínico Sul, expondo-se à maior visibilidade junto ao seu público alvo e expandindo suas atividades.

No início da década de 2010, agregaram-se dois novos profissionais ao seu quadro médico, por um lado dando mais dinamismo às suas atividades e por outro promovendo a renovação dos seus quadros.

Em maio de 2011, visando dar novo fôlego a clínica e fomentar a renovação de seu quadro funcional, o grupo promoveu o desligamento de alguns profissionais, incorporou novos jovens profissionais e também estendeu um braço de atendimento no Hospital Santa Lúcia. Atualmente a clínica conta com dez urologistas.

No bojo dessas transformações, sempre visando o avanço do UROCENTRO, transferimos a sede da clínica para um novo e amplo espaço, com arquitetura contemporânea, localizada no Edifício Advance, Quadra 915 Sul e mantivemos o braço funcional no Hospital Santa Lúcia.